Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Defesas de Trabalho

Página: 1/12.

<< Anterior
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 Próximo >>
2017 
Título: Sobre um Processo de Elaboração de Propostas de Trabalho de Matemática para o Ensino Fundamental 
Data: 15/08/2017  Orientador: Joao Ricardo Viola dos Santos 
Banca: Edilene Simoes Costa dos Santos, Joao Ricardo Viola dos Santos, Pamela Emanueli Alves Ferreira, Thiago Pedro Pinto 
Alunos: Elaine Cristina Braga Ovando (ING: 2015/1) 
Área: MATEMÁTICA 
Curso: Mestrado em Educação Matemática
Resumo
Sobre um Processo de Elaboração de Propostas de Trabalho de Matemática para o Ensino Fundamental X
O presente trabalho tem como objetivo investigar aspectos de um processo de elaboração de propostas de trabalho em um Grupo de Trabalho, com professores que ensinam matemática. A pesquisa é de cunho qualitativo e o referencial teórico-metodológico que alicerçou o trabalho foi o Modelo dos Campos Semânticos, o qual possibilitou fazer uma leitura plausível dos aspectos do processo de elaboração. Os dados foram produzidos por meio de gravações em vídeo e áudio de sete encontros do Grupo de Trabalho. Esses áudios e vídeos deram possibilidades de produzir fragmentos, trechos, diálogos de professores que se colocaram em discussões na elaboração das propostas de trabalho. A análise foi realizada em dois movimentos: 1) um movimento descritivo, no qual se apresentam as principais características, elementos e aspectos da dinâmica e das atividades realizadas em cada um dos encontros; 2) um movimento analítico no qual se construiu cinco aspectos desse processo de elaboração de propostas de trabalhos pelos professores, sendo eles: dificuldades na escrita de um texto sobre o processo de elaboração; discussão, implementação de propostas de trabalho para sala de aula; a dinâmica de elaboração das propostas, no GT implicou em indícios de mudanças / transformações nas práticas pedagógicas dos professores; professores discutem / analisam / problematizam / elaboram propostas de trabalhos uns com os outros; professores implementam atividades das propostas dos colegas em suas aulas; e, discussões para além do conteúdo matemático, bem como para além dos processos de ensino e de aprendizagem. As principais considerações do trabalho são de que os professores no GT vivenciaram diferentes situações, realizaram diversos movimentos e construíram diálogos e discussões no processo de elaboração de propostas de trabalhos. Estar juntos, compartilhar vivências (das mais variadas) e tentar outras possibilidades para as salas de aulas são movimentos característicos dos professores desse Grupo de Trabalho.
Arquivo(s) Dissertação Elaine Ovando FINAL.pdf
 
Título: UMA HISTÓRIA ACERCA DA CONSTITUIÇÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA DA UNIVERSIDADE PARA O DESENVOLVIMENTO DO ESTADO E DA REGIÃO DO PANTANAL (UNIDERP/CESUP) 
Data: 14/08/2017  Orientador: Thiago Pedro Pinto 
Banca: Joao Ricardo Viola dos Santos, Luzia Aparecida de Souza, Maria Ednéia Martins Salandim, Thiago Pedro Pinto 
Alunos: Renata Aparecida Zandomenighi (ING: 2015/1) 
Área: MATEMÁTICA 
Curso: Mestrado em Educação Matemática
Resumo
UMA HISTÓRIA ACERCA DA CONSTITUIÇÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA DA UNIVERSIDADE PARA O DESENVOLVIMENTO DO ESTADO E DA REGIÃO DO PANTANAL (UNIDERP/CESUP) X
Este trabalho teve como objetivo elaborar uma história da constituição do curso de Graduação em Matemática da Universidade para o Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal (UNIDERP/CESUP), localizada em Campo Grande (MS). Esta pesquisa está vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul e se insere no campo da História da Educação Matemática. Visa contribuir com o Grupo História da Educação Matemática em Pesquisa (HEMEP) no mapeamento que vem sendo realizado ao longo dos últimos seis anos sobre a formação e atuação de professores que ensinam/ensinaram matemática no estado, e, consequentemente, contribuir também com a produção e divulgação de fontes sobre esta temática. Da mesma forma, contribui diretamente com o projeto do Grupo de História Oral e Educação Matemática (GHOEM) que objetiva mapear esta formação e atuação em nível nacional. Tomamos a História Oral como inspiração metodológica neste trabalho, recriando, adaptando e, de certa forma, produzindo nossa própria metodologia de pesquisa. Optamos por trabalhar com fontes orais e escritas, mais especificamente com entrevistas de personagens envolvidos com nossa temática e com os documentos disponibilizados pela própria instituição e pelos órgãos oficiais. No movimento analítico deste trabalho, optamos por fazer nossos apontamentos por meio de uma narrativa que teve como fio condutor as memórias desta pesquisadora, egressa do curso, mescladas a tudo que foi visto neste processo investigativo. Entre os temas abordados nesta análise, destacamos: a oferta de uma Licenciatura e Bacharelado concomitantes, ambos com ênfase em Computação; o uso de ênfases pelas instituições particulares na década de 1990 e 2000; a disputa por clientela na cidade e consequente concorrência entre os cursos/instituições; a oferta de cursos noturnos; a criação e consolidação da UNIDERP e a participação dos cursos de licenciatura neste processo.
Arquivo(s) Renata_Zandomenighi_versãofinal_defesa14-08-17.pdf
 
Título: Um estudo sobre Professores de Matemática que Analisam Produções Escritas em Grupos de Trabalho 
Data: 09/08/2017  Orientador: Joao Ricardo Viola dos Santos 
Banca: Edilene Simoes Costa dos Santos, Joao Ricardo Viola dos Santos, Regina Luzia Corio de Buriasco, Thiago Pedro Pinto 
Alunos: Pedro Anísio Ferreira Novais (ING: 2015/1) 
Área: MATEMÁTICA 
Curso: Mestrado em Educação Matemática
Resumo
Um estudo sobre Professores de Matemática que Analisam Produções Escritas em Grupos de Trabalho X
O objetivo geral desta pesquisa é discutir os processos de formação de professores de matemática participantes de grupos de trabalho que analisaram produções escritas em matemática. Essa pesquisa faz parte de um projeto maior, Análise da Produção Escrita como oportunidade de desenvolvimento profissional de professores que ensinam matemática (CNPQ/UNIVERSAL/2013), na qual tecemos considerações sobre as produções e participação de professores de matemática nos grupos de trabalho. Nossa pesquisa é de cunho qualitativo, na qual utilizamos a História Oral, na perspectiva do GHOEM, para a produção de nossos dados. Outra referência teórico-metodológica utilizada neste trabalho é o Modelo dos Campos Semânticos. Entrevistamos sete professores de matemática que participaram de grupos de trabalho no ano de 2014. Ao analisar esses espaços formativos, construímos/inventamos quatro grupos de trabalho visando discutir com as textualizações de entrevistas realizadas com professores de matemática. Tomando como referência as dissertações desenvolvidas no projeto maior e as textualizações de participantes destes grupos de trabalho, uma consideração que fazemos é de apontar uma multiplicidade de grupos de trabalho que foram constituídos e implementados nos três anos de vigência deste projeto. Outra consideração desta pesquisa é que um grupo de trabalho pode oferecer possibilidades a professores de diferentes espaços (universidade e escola) estarem juntos na formação inicial, na formação continuada e na pós-graduação.
Arquivo(s) Novais, P A F - Dissertação - Final..pdf
 
Título: Enunciados sobre interdisciplinaridade em livros didáticos de matemática do ensino médio 
Data: 25/07/2017  Orientador: Marcio Antonio da Silva 
Banca: Joao Ricardo Viola dos Santos, Marcelo Salles Batarce, Marcio Antonio da Silva, Thiago Pedro Pinto 
Alunos: Ludiane Felix Berto (ING: 2015/1) 
Área: MATEMÁTICA 
Curso: Mestrado em Educação Matemática
Resumo
Enunciados sobre interdisciplinaridade em livros didáticos de matemática do ensino médio X
Nesta dissertação foram construídos enunciados sobre a interdisciplinaridade presente em duas coleções de livros didáticos de matemática do ensino médio, aprovadas no Programa Nacional do Livro Didático do ano de 2015 (BRASIL, 2014). Como aporte teórico-metodológico utilizou-se a Análise do Discurso, segundo Michel Foucault. A questão que potencializa a construção deste estudo é: quais discursos atravessam as propostas de ensino interdisciplinar em livros didáticos de matemática do ensino médio? O objetivo principal é descrever discursos sobre ‘interdisciplinaridade’ nos livros didáticos de Matemática do ensino médio. O trabalho faz parte do projeto “Redes discursivas em livros didáticos de Matemática do ensino médio”, do grupo de pesquisa currículo e educação matemática – GPCEM. Analisou-se o livro didático em uma perspectiva contemporânea, a partir da qual foram construídos três enunciados, inferindo-se sobre como estes contribuem para a constituição de sujeitos modernos, a partir das propostas interdisciplinares da matemática com outras áreas. A primeira construção enunciativa descreve a formação cidadã atrelada ao consumo consciente. Na segunda, descreve-se a interdisciplinaridade como um modo de se cuidar, envolvendo a ideia de cuidar de si e dos outros, conforme Foucault menciona em seus estudos. O terceiro enunciado foi construído a partir de alguns trechos dos textos das orientações aos professores, sobre os quais recai a responsabilidade do êxito da implementação da interdisciplinaridade no currículo escolar. Com base nas análises, percebeu-se a evidência do quanto a educação é influenciada pelas ideias neoliberais. Nessa rede discursiva, a interdisciplinaridade se torna mais um instrumento para exercer práticas de controle e valorizar um modo de ser muito próprio da lógica neoliberal.
Arquivo(s) Dissertacao_finalizada_Ludiane Felix Berto.pdf
 
Título: Análise histórica do estudo escolar de algoritmos da Aritmética com base em explicações teóricas e exercícios propostos em livros didáticos de Matemática (1870 – 1930) 
Data: 18/05/2017  Orientador: Luiz Carlos Pais 
Banca: Antônio Sales, Edilene Simoes Costa dos Santos, Jose Luiz Magalhaes de Freitas, Luiz Carlos Pais 
Alunos: Fernando da Silva Batista (ING: 2015/1) 
Área: MATEMÁTICA 
Curso: Mestrado em Educação Matemática
Resumo
Análise histórica do estudo escolar de algoritmos da Aritmética com base em explicações teóricas e exercícios propostos em livros didáticos de Matemática (1870 – 1930) X
Esta pesquisa tem como principal problema motivador aspectos históricos do estudo de algoritmos da Aritmética elementar, no contexto dos últimos anos do século XIX e início do século seguinte. A principal fonte utilizada na pesquisa foi a sétima edição da obra didática intitulada “Explicador da Arithmetica”, de Eduardo de Sá Pereira de Castro, publicada pela Editora Nicolau Alves do Rio de Janeiro, em 1885. Os principais aportes teóricos usados envolvem autores da nova corrente historiográfica do século XX, por vezes chamada de Escola dos Annales, com destaque para o enfoque da abordagem metodológica crítica proposta pelo historiador francês Marc Bloch; são usados também conceitos da história das culturas e disciplinas escolares, propostos por André Chervel e noções definidas por Allan Choppin; bem como o historiador matemático brasileiro Wagner Rodrigues Valente. Para completar as especificidades da Educação Matemática, são adotados princípios de um método crítico, inserido em um esquema heptagonal, modelo de pesquisa com destaque de sete elementos principais. Foi possível constatar a existência na referida obra da chamada lógica da lição, com a valorização de detalhados textos explicativos sobre os principais elementos e funcionamento dos algoritmos clássicos usados para realizar operações aritméticas fundamentais, bem como uma ênfase reduzida na lógica do exercício, aspecto que começou a aparecer em textos publicados no início do século XX.
Arquivo(s) DISSERTAÇÃO FINAL - FERNANDO DA SILVA BATISTA.pdf
 
Título: INVENTAR E SE REINVENTAR EM MEIO A NARRATIVAS HISTÓRICAS: UMA TRAJETÓRIA DE PESQUISA SOBRE O CURSO MODULAR DE MATEMÁTICA EM CAMPO GRANDE-MS 
Data: 24/04/2017  Orientador: Luzia Aparecida de Souza 
Banca: Angela Maria Guida, Filipe Santos Fernandes, Luzia Aparecida de Souza, Thiago Pedro Pinto 
Alunos: Ana Maria de Almeida (ING: 2015/1) 
Área: MATEMÁTICA 
Curso: Mestrado em Educação Matemática
Resumo
INVENTAR E SE REINVENTAR EM MEIO A NARRATIVAS HISTÓRICAS: UMA TRAJETÓRIA DE PESQUISA SOBRE O CURSO MODULAR DE MATEMÁTICA EM CAMPO GRANDE-MS X
Neste trabalho, desenvolvo exercícios de investigação em torno da temática Curso Modular de Matemática, que ocorreu no período de 1999 a 2005, nos meses de janeiro e julho, na Universidade Católica Dom Bosco - UCDB. O objetivo deste estudo consiste em compreender o processo de formação, desenvolvimento e extinção desse Curso Modular, na cidade de Campo Grande-MS, bem como problematizar o olhar de seus egressos, o que inclui esta pesquisadora. Trata-se de uma pesquisa historiográfica, com base no referencial teórico/metodológico da Historiografia e História Oral que, ao propor uma análise de como os homens se relacionam no tempo e no espaço, me levou a, como ser histórico, inserir-me nesse processo de análise. Portanto, enfatizo a construção do percurso que desenvolvi ao longo deste trabalho, problematizo meu processo de formação enquanto pesquisadora e a formação de professores no recorte temporal dos anos de 1990. Procuro trazer para esse diálogo diversos olhares (de leis, documentos escritos, narrativas de egressos, docentes e coordenadores do curso) sobre o movimento educacional que envolveu essa formação e sua articulação com as políticas educacionais da época. Ancorada nesse cenário inicial senti necessidade de buscar diálogo com autores que relacionam a filosofia à educação. Em uma composição com textos discutidos nas disciplinas desse mestrado e nas reuniões do grupo de pesquisa HEMEP, transitei pelos campos da filosofia na tentativa de problematizar as informações, por mim evidenciadas, nas situações de entrevista, no sentido de compreender a organização, o desenvolvimento e o fechamento do Curso Modular dentro do contexto social, cultural e político de sua época.
Arquivo(s) Ana Maria de Almeida_dissertacao_de_Mestrado.pdf
 
Título: Narrativas (auto)biográficas no PIBID: espaços de problematização na/para a formação de professores de matemática 
Data: 18/04/2017  Orientador: Luzia Aparecida de Souza 
Banca: Edilene Simoes Costa dos Santos, Heloisa da Silva, Luzia Aparecida de Souza, Thiago Pedro Pinto 
Alunos: Maycon Douglas Ferreira (ING: 2015/1) 
Área: MATEMÁTICA 
Curso: Mestrado em Educação Matemática
Resumo
Narrativas (auto)biográficas no PIBID: espaços de problematização na/para a formação de professores de matemática X
Esta pesquisa objetivou investigar as potencialidades das narrativas (auto)biográficas na/para formação de professores de matemática no espaço do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID), área de Matemática, modalidade presencial, do INMA/UFMS, campus de Campo Grande. Nesse sentido, realizamos intervenções pedagógicas durante dois semestres (no segundo semestre de 2015 e primeiro semestre de 2016) e apresentamos os movimentos investigativos em torno de treze encontros realizados a partir da discussão sobre as narrativas (auto)biográficas, vídeos produzidos pelos bolsistas e impressões sobre estes produzidas por pesquisadores de diferentes universidades do país. Nossas análises pautaram-se em episódios das gravações em vídeo das treze reuniões, assim como em questões apontadas pelas (auto)biografias e pelos pesquisadores que atuaram como interlocutores nesse processo. Entre os vários temas apontados e as várias possibilidades analíticas, focamos na busca por movimentos de problematizações, especificamente acerca de dois temas: avaliação e constituição identitária do professor de matemática. Para além de evidenciar diferentes discursos como sinal de desestabilização na discussão efetivada, nossas análises apontaram para a relevância em se criar outros espaços na formação inicial de professores de Matemática em que suas experiências como alunos do Ensino Básico sejam problematizadas, evitando ou dificultando um processo naturalizado de reprodução.
Arquivo(s) Dissertação Ferreira_2017.pdf
 
Título: SIGNIFICAÇÃO DA PRÁTICA DOCENTE:UMA INVESTIGAÇÃO COM PROFESSORES DE MATEMÁTICA INSERIDOS EM UM GRUPO DE ESTUDOS 
Data: 12/04/2017  Orientador: Neusa Maria Marques de Souza 
Banca: Luzia Aparecida de Souza, Maria Isabel Batista Serrão, Marilena Bittar, Neusa Maria Marques de Souza 
Alunos: Cristiane Trombini Bispo (ING: 2014/1) 
Área: MATEMÁTICA 
Curso: Mestrado em Educação Matemática
Resumo
SIGNIFICAÇÃO DA PRÁTICA DOCENTE:UMA INVESTIGAÇÃO COM PROFESSORES DE MATEMÁTICA INSERIDOS EM UM GRUPO DE ESTUDOS X
A pesquisa que ora relatamos refere-se a uma dissertação de mestrado estruturada por meio de um experimento formativo, em que foram investigados os significados atribuídos à organização do ensino por um grupo de professores de matemática em aproximação com significações oriundas da Teoria da Atividade. A base teórica das discussões e análises é sustentada pelos pressupostos teórico-metodológicos da teoria Histórico Cultural a partir de Vigotski e colaboradores, e da Teoria da Atividade de Leontiev. O lócus da nossa coleta de dados foi em um grupo de estudos constituído pela pesquisadora e quatro professoras de matemática da Educação Básica. Nesse grupo foram desenvolvidas ações formativas visando à apropriação do pensamento teórico sobre a organização do ensino, fundamentadas no conceito de Atividade Orientadora de Ensino, para apreensão do processo de significação na formação docente. Como procedimentos para a coleta de dados, foram utilizados gravações em áudio e diário de campo da pesquisadora, onde foram registrados os sete encontros com os professores, no segundo semestre de 2014, de modo a responder ao nosso objetivo. Para as análises foram organizados e sistematizados os dados a partir de três episódios: concepções iniciais das professoras; organização do ensino em coletividade; e os significados atribuídos em aproximações com as significações da Teoria da Atividade. A pesquisa revelou que as professoras, movidas pelo processo formativo e mediadas pelo conhecimento teórico, atribuíram novos sentidos aos modos de organização das suas atividades de ensino, o que fez com que elas tomassem consciência da intencionalidade do seu papel no processo de ensino e aprendizagem. Também houve a constatação de que as professoras se apropriaram de novos significados sobre a formação docente, os quais contribuíram para que elas atribuíssem novas qualidades à sua atividade pedagógica, constatadas em suas ações docentes.
Arquivo(s) Cristiane_Bispo_dissertação FINAL.pdf
 
Título: UM PANORAMA DAS PESQUISAS EM FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DE MATEMÁTICA NO PROGRAMA OBEDUC (2010 – 2015): UMA CARACTERIZAÇÃO DA REFLEXIVIDADE DOCENTE 
Data: 06/04/2017  Orientador: Patricia Sandalo Pereira 
Banca: Abigail Fregni Lins, Anemari Roesler Luersen Vieira Lopes, Aparecida Santana de Souza Chiari, Edilene Simoes Costa dos Santos, Patricia Sandalo Pereira 
Alunos: Jesus Reinaldo Alves Quirino (ING: 2015/1) 
Área: MATEMÁTICA 
Curso: Mestrado em Educação Matemática
Resumo
UM PANORAMA DAS PESQUISAS EM FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DE MATEMÁTICA NO PROGRAMA OBEDUC (2010 – 2015): UMA CARACTERIZAÇÃO DA REFLEXIVIDADE DOCENTE X
Esta pesquisa foi desenvolvida no Curso de Mestrado em Educação Matemática do Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática, da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), cujo objeto de estudo foi a reflexividade docente na formação continuada de professores de Matemática. Teve como finalidade responder a seguinte questão: como se caracteriza a reflexividade docente identificada em pesquisas em Educação Matemática que tratam da formação continuada de professores de Matemática, vinculadas ao Programa Observatório da Educação, no Brasil, de 2010 a 2015? Seu objetivo geral foi Analisar pesquisas em Formação Continuada de Professores de Matemática, produzidas no Brasil, nos Programas de Pós-Graduação, vinculadas ao Programa OBEDUC, no período de 2010 a 2015, mais especificamente buscando caracterizar a reflexividade docente. Para discorrer sobre formação continuada de professores nos apoiamos em Nóvoa (1991, 1995, 2013), Gatti (2002, 2008), Imbernón (2009, 2010, 2011) e Demailly (1995), dentre outros. Para a análise dos indícios de reflexão docente, identificados nas pesquisas nos valemos de Zeichner (1993, 2002), Pimenta (2002), Alarcão (2001), Ibiapina (2008) e Liberali (1999, 2010). Optamos por uma abordagem qualitativa de pesquisa com base em Esteban (2010) e a modalidade de pesquisa conforme os pressupostos do Estado da Arte, de acordo com Ferreira (2002) e Romanowski e Ens (2006) e o Estado da Questão, em consonância com Therrien e Therrien (2004). Mapeamos 124 pesquisas entre teses e dissertações desenvolvidas em projetos vinculados ao Programa Observatório da Educação (OBEDUC), defendidas no período de 2010 a 2015. Destas identificamos 43 pesquisas em Educação Matemática e 32 voltadas para formação continuada, dentre as quais, segundo critérios estabelecidos para definir o corpus de análise, selecionamos 5 dissertações que apresentaram indícios de reflexão do professor. Para a análise desses indícios definimos 3 categorias - Formação continuada e a reflexividade docente na perspectiva da técnica, Formação continuada e a reflexividade docente na perspectiva da prática e Formação continuada e a reflexividade docente na perspectiva da crítica - por meio das quais, com base em Liberali (1999, 2010) caracterizamos a reflexividade docente nos níveis técnica, prática e crítica. As análises dessas pesquisas nos permitiram apontar como principais resultados nos processos de formação continuada de professores no âmbito do OBEDUC, que: a reflexão docente é exercida como forma de mediar a formação docente e possibilitar as mudanças de concepções, a transformação das práticas pedagógicas, a autoavaliação do professor, a mudança de postura diante da sociedade em que atua e o aperfeiçoamento profissional. Verificamos ainda que de maneira geral a reflexão docente não é promovida com o objetivo de atingir o nível de reflexão crítica, ou seja, é realizada sem uma fundamentação teórica que a guie, o que a faz se aproximar muito do ato de pensar, inato do ser humano. Mesmo assim com um olhar mais atento, foi possível, por meio dos indícios localizados, identificar nas pesquisas vinculadas ao Programa OBEDUC, o exercício da reflexividade docente nos três níveis (técnica, prática e crítica).
Arquivo(s) Dissertacao de Jesus Reinaldo Alves Quirino_Defesa em 06 Abril 2017.pdf
 
Título: LICENCIATURA EM MATEMÁTICA DA UFMS: MOVIMENTOS PRECURSORES E IMPLANTAÇÃO DE UM CURSO A DISTÂNCIA 
Data: 22/03/2017  Orientador: Thiago Pedro Pinto 
Banca: Aparecida Santana de Souza Chiari, Filipe dos Santos Fernandes, Joao Ricardo Viola dos Santos, Thiago Pedro Pinto 
Alunos: Ana Cláudia Lemes de Morais (ING: 2015/1) 
Área: MATEMÁTICA 
Curso: Mestrado em Educação Matemática
Resumo
LICENCIATURA EM MATEMÁTICA DA UFMS: MOVIMENTOS PRECURSORES E IMPLANTAÇÃO DE UM CURSO A DISTÂNCIA X
Esta pesquisa investigou o curso de Licenciatura em Matemática na modalidade a distância dUniversidade Federal de Mato Grosso do Sul, objetivando caracterizar nesse curso seus
movimentos precursores e de implantação. Nessa caracterização mobilizamos a História Oral
como metodologia de pesquisa e, a partir dela e de seus processos de trabalho com a
oralidade, produzimos intencionalmente nossas fontes historiográficas, registros produzidos a
partir de entrevistas com cinco colaboradores. Procuramos nesses registros elementos que
motivaram, atravessaram ou marcaram a constituição do curso, que nos permitiram elaborar
compreensões sobre esses movimentos, fundamentando nossa análise. Além das fontes
produzidas, sempre que julgamos necessário, mobilizamos alguns documentos escritos
visando ampliar a possibilidade de pontos de vista ou mesmo de aprofundamento de um tema.
Apresentamos este trabalho nos apropriando de formas e usos muito próximos da modalidade
a distância, como as metáforas aquáticas e os recursos do Moodle. Além dessas, utilizamos
deliberadamente a ficção em nosso movimento analítico, inventamos personagens (avatares),
falas e discussões no recurso fórum para compor a nossa análise, discutindo nossas
compreensões sobre o tema de pesquisa, apoiados nos ‘ditos’ de nossos tripulantes, em artigos
e pesquisas, todos representados por personagens criados para esse fim. Nossas compreensões
nos apontaram indícios, movimentos e marcas que deram início ao curso em questão, que, por
um lado, apresentou-nos a licenciatura como uma continuidade de projetos anteriores de
formação (como as parceladas e a complementação para licenciaturas curtas); por outro lado,
destacou elementos específicos, singulares ao curso (como a logística aos polos fora do estado
e a ausência de um conselho próprio). Com este estudo ancoramos em uma das mais diversas
licenciaturas em matemática a distância que encontramos no país. A partir dos indícios de
continuidade e singularidades, constituímos um porto para a Licenciatura em Matemática a
distância da UFMS, deixando o leitor à vontade para navegar e elaborar sua própria versão
sobre os ditos e diálogos disponibilizados na pesquisa. Dessa forma, realizamos mais um
mapeamento da formação de professores que ensinam/ensinaram Matemática no Estado de
Mato Grosso do Sul, contribuindo com o Grupo de História da Educação Matemática em
Pesquisa (Hemep), do qual participamos.
Arquivo(s) DEFESA - ANA CLAUDIA (VERSÃO FINAL).pdf
<< Anterior
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 Próximo >>