Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Recomendação do Curso
OFÍCIO Nº 186-13/2009/CTC/CAAI/CGAA/DAV/CAPES, 13/10/2009 - Conceito 4 (Curso Novo 2010) 
Endereço
Cidade Universitária 
Cidade
CAMPO GRANDE 
Telefone
(67)3345-3645 
Email
cianimal.famez@ufms.br 
Site
ppgcianimal.ufms.br 
Área
ZOOTECNIA 
Local
Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal 
>>Atenção Candidato<<
Clique no item "Arquivos para inscrição" no menu à esquerda para acessar os documentos importantes para o processo seletivo.
*

Objetivos do programa e dos cursos

 

O Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal têm como objetivo a capacitação de docentes, a formação de pesquisadores e profissionais de alto nível nos diferentes ramos das subáreas de Produção e Saúde Animal, bem como a produção de conhecimentos para profissionais de Medicina Veterinária e ou Zootecnia e de áreas afins.

 

Dados Gerais do Curso

 

*Data de Criação do Curso de Mestrado: agosto de 2002.

*Data de Criação do Curso de Doutorado: agosto de 2010.

*Conceito CAPES:  4 (quatro).

*Área de Concentração: Produção Animal e Saúde Animal.

*Número de vagas ofertadas anualmente: 30 para o Curso de Mestrado e 20 para o Curso de Doutorado. (Conforme número de vagas disponíveis por professores/orientadores)

 
Patrocinadores

 

Capes  CNPq    Finep    Fundect

 
Histórico do programa e dos cursos

O Programa de Mestrado em Ciência Animal iniciou suas atividades no ano de 2002, tendo sido reconhecido pelas seguintes resoluções e portarias: Res.34/2002 CD, Res. 35/2002 COUN, parecer 179/2005 – CES/CNE publicada no D.O.U nº 134 de 14 de julho de 2005 e a portaria 2878/2005-MEC  publicada no D.O.U. 165 de 26 de agosto de 2005. Por sua vez, o Programa de Doutorado em Ciência Animal iniciou suas atividades no ano de 2010, tendo sido reconhecido pelas seguintes resoluções e portarias: Res.20/2009 CD, publicada no B.S. nº 4289 de 03 de abril de 2008 e a portaria 1045/2010-MEC publicada no D.O.U. 159 de 19 de agosto de 2010.

Atualmente, os cursos contam com a dedicação de 24 docentes permanentes e 17 colaboradores oriundos da própria instituição, das unidades da Embrapa e das outras instituições de ensino superior que auxiliam nas orientações, docência e elaboração e de projetos relacionados às dissertações e teses

Alguns docentes possuem bolsa de produtividade em pesquisa, e os demais tem se esforçado para elevar sua produção científica, buscando periódicos internacionais e Qualis A, o que foi determinante para conceito 4 no ano de 2010.

Com o objetivo de aprimorara a busca pelo conhecimento e subsidiar a geração de novas informações de técnico-científicas, vários projetos tem sido aprovados em agencias de fomento a pesquisa, tanto nos âmbitos local (PROPP), estadual FUNDECT-MS, quanto nacional (CNPq-universal e FINEP-CTINFRA, programa verde amarelo) e de empresas particulares. Isso tem levado à captação de recursos para ampliar sua infra-estrutura (física e laboratorial), resultando em melhorias da condução de experimentos, da importação de equipamentos e da expressiva obtenção de bolsas de Mestrado e de Doutorado.

 
Colegiado do PPGCA - Triênio 2013-2016:

Representante Docente

  • Alexandre Menezes Dias  : (IS nº 56, de 04 de julho de 2013-FAMEZ)
  • Charles Kiefer - Rep.Docente: (Coordenador do Programa) - Mandato:  3 anos a contar 16/07/2013 (Portaria nº 729, de 12/07/2013)
  • Fábio José Carvalho Faria : (IS nº 56, de 04 de julho de 2013-FAMEZ)
  • Karina Márcia Ribeiro de Souza  : (IS nº 56, de 04 de julho de 2013-FAMEZ)

 

Representante Discente
Mandato:  01 ano, a contar (abril/2013) - permitida uma recondução.

  • Cleber Eduardo Galvão Carvalho - (Doutorado)
  • Paulo Henrique Braz - (Mestrado)

**

 
Linhas de Pesquisa:

Área de concentração Produção Animal

1) Ambiência, manejo e biotecnologia da reprodução animal

Pesquisadores vinculados:

Eliane Vianna da Costa e Silva

Maria Inês Lenz Souza

Carmem Estefânia Serra Neto Zúccari

Deiler Sampaio Costa

 

2) Forragicultura, nutrição e produção de ruminantes

Pesquisadores vinculados:

Alexandre Menezes Dias

Valéria Batista Pacheco Euclides

Camila Celeste Brandão Ferreira Ítavo

Gumercindo Loriano Franco

Maria da Graça Morais

 

4) Genética e melhoramento animal

Pesquisadores vinculados:

Fábio José Carvalho Faria

Jayme Aparecido Povh

Roberto Augusto de Almeida Torres Junior

 

5) Nutrição e produção de não-ruminantes

Pesquisadores vinculados:

Charles Kiefer

Karina Márcia Ribeiro de Souza

Jayme Aparecido Povh

 

Área de concentração Saúde Animal

1)    Imunologia das doenças infecto-contagiosas e parasitárias

Pesquisadores vinculados:

Cleber Oliveira Soares

Flábio de Araújo Ribeiro

Gracia Maria Soares Rosinha

Renato Andreotti e Silva

 

2)    Diagnóstico, epidemiologia e controle de doenças dos animais

Pesquisadores vinculados:

Aiesca Oliveira Pellegrin

Carlos Eurico dos Santos Fernandes

Fernando de Almeida Borges

Ricardo Antonio Amaral de Lemos

 

3)   Patologia das intoxicações e perdas reprodutivas em animais de produção

Pesquisadores vinculados:

Karine Bonucielli Brum

Ricardo Antonio Amaral de Lemos

Carlos Eurico Fernandes

****

 
Do Quadro Docente:
  1. Aiesca Oliveira Pellegrin,
  2. Alda Izabel de Souza,
  3. Alexandre Menezes Dias, 
  4. Ana Luiza Alves Rosa Osório, 
  5. Andréa Alves do Egito,
  6. Camila Celeste Brandão Ferreira Ítavo, 
  7. Carlos Eurico dos Santos Fernandes, 
  8. Carmem Estefânia Serra Neto Zúccari ,  
  9. Charles Kiefer, 
  10. Cleber Oliveira Soares, 
  11. Deiler Sampaio Costa, 
  12. Denise Baptaglin Montagner, 
  13. Eliane Mattos Piranda, 
  14. Eliane Vianna da Costa e Silva, 
  15. Fabiana Villa Alves, 
  16. Fábio José Carvalho Faria, 
  17. Fernando de Almeida Borges, 
  18. Fernando Paiva,
  19. Flábio Ribeiro de Araújo, 
  20. Gracia Maria Soares Rosinha, 
  21. Gumercindo Loriano Franco, 
  22. Henrique Jorge Fernandes, 
  23. Jayme Aparecido Povh, 
  24. Julio César de Souza, 
  25. Karina Márcia Ribeiro de Souza,
  26. Karine Bonucielli Brum,  
  27. Lenita Ramires dos Santos, 
  28. Luis Carlos Vinhas Ítavo, 
  29. Marcela de Rezende Costa, 
  30. Maria Araújo Teixeira, 
  31. Maria da Graça Morais, 
  32. Maria Inês Lenz Souza, 
  33. Paulo Bahiense Ferraz Filho, 
  34. Renato Andreotti e Silva, 
  35. Ricardo Antonio Amaral de Lemos, 
  36. Ricardo Carneiro Brumatti, 
  37. Roberto Augusto de A. Torres Junior, 
  38. Ruy Alberto Caetano Corrêa Filho,
  39. Valéria Batista Pacheco Euclides, 
  40. Valter Joost van Onselen, 
  41. Welber Daniel Zanetti Lopes.
 
Orientação:

 

Compete ao Professor Orientador:

Emitir declaração de aceite de orientação; orientar o aluno na organização e execução de seu plano de estudos; dar assistência ao aluno na elaboração e na execução de seu projeto de tese, dissertação ou equivalente; acompanhar a vida acadêmica, bem como realizar adaptações curriculares do aluno no curso, mantendo atualizados os dados pertinentes no Sistema de Controle Acadêmico; avalizar requerimentos de alunos sob sua orientação que envolvam assuntos de ordem pedagógica;  estabelecer critérios objetivos de desempenho acadêmico a serem cumpridos pelo aluno até o depósito da dissertação, tese ou equivalente; buscar fontes de financiamentos necessários à execução das atividades; comunicar abandono de curso de aluno sob sua orientação ao Colegiado de Curso; encaminhar ao colegiado de curso os casos de mudança de orientação; e exercer outras atividades definidas no regulamento de curso. O Professor Orientador poderá submeter à aprovação do Colegiado de Curso o requerimento de participação de co-orientadores. Parágrafo único. A participação como co-orientador não implica no credenciamento do docente junto ao curso. (Resolução nº 96, Copp, de 25 de outubro de 2011. - Normas Pós-Graduação-UFMS)

**

 
Da Qualificação:

O Exame de Qualificação constará da apresentação do Projeto de Dissertação ou Tese do aluno, e obedecerá ao previsto nas Normas para Pós-Graduação stricto sensu.  O orientador e seu aluno deverão requerer o Exame de Qualificação ao Colegiado de Curso no prazo mínimo de trinta dias de antecedência da data sugerida, condicionado a: I - integralização dos créditos em disciplinas; II - aprovação no Exame de Suficiência em Língua Inglesa; e III - entrega de quantidade equivalente de exemplares do projeto a cada membro titular e suplente da banca, sob responsabilidade do aluno.
 Especificamente para alunos do Curso de Doutorado, o Exame de Qualificação compreenderá a apresentação da tese, além de apresentação de novo projeto de pesquisa redigido de acordo com método científico, em formulário do sistema de projetos da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, com base em investigação original, capaz de apresentar sequência ao tema tratado em sua pesquisa de tese, seguido de arguição pela Banca Examinadora. 
 

No caso de reprovação, o prazo máximo para a repetição do Exame de Qualificação é de trinta dias. 

A dispensa do Exame de Qualificação será integral para o Mestrado e parcial para o Doutorado desde que cumpridas as seguintes exigências: I - o aluno deverá estar dentro do prazo regulamentar do respectivo curso; II - o aluno de Mestrado deverá apresentar aceite para publicação de um artigo em periódico Qualis A1 a B1, indicado pela Capes na área de Zootecnia e Recursos Pesqueiros; III - o aluno de Doutorado deverá apresentar aceite para publicação de dois artigos em periódico Qualis A1 a B1, indicado pela Capes na área de Zootecnia e Recursos Pesqueiros. 

O aluno do Curso de Doutorado que cumprir os incisos I e III do caput deste artigo será dispensado da apresentação da tese, devendo apresentar apenas o projeto, durante o exame de qualificação.
Banca Proposta/Instituição:   Banca Examinadora constituída por três membros, incluindo o orientador ou co-orientador, outro membro docente do Programa de área afim e um terceiro membro, de preferência, externo ao Programa. Sugestão de três nomes de docentes e/ou pesquisadores titulares e de dois suplentes.

 

 
Da Defesa:

A Defesa de Dissertação ou Tese é a fase final do curso e somente poderá ser requerida pelo Orientador ao Colegiado de Curso no prazo mínimo de trinta dias de antecedência da data sugerida, e após o aluno regular ter cumprido satisfatoriamente as seguintes exigências: I - ter completado os créditos mínimos em atividades; II - ter sido aprovado no Exame de Suficiência; III - ter sido aprovado no Exame de Qualificação; IV - informar opções de datas e a indicação de nomes para a composição da Banca de Defesa; e V - entregar aos membros titulares e suplentes da banca quatro exemplares do relatório de dissertação ou seis do relatório de tese, acrescido de mais um exemplar caso haja a participação de co-orientador, no prazo máximo de trinta dias antes da data sugerida para a realização do exame.

A dissertação ou a tese deverão basear-se em trabalho de pesquisa original, sobre matéria que pressuponha contribuição ao desenvolvimento da ciência e tecnologia relacionada à Produção Animal ou à Saúde Animal. 

Na impossibilidade de participação do orientador este deverá ser substituído na defesa pelo co-orientador ou por outro professor credenciado no Programa, mediante sua indicação e aprovação pelo Colegiado de Curso.  

 
 A versão definitiva da Dissertação deverá ser entregue na Secretaria de Curso, dentro do prazo máximo definido nas Normas para Pós-Graduação stricto sensu, em um exemplar encadernado, além do número de exemplares solicitados em formulário específico pelos membros da banca, e uma cópia em meio digital (pdf). 


 Somente após a entrega definitiva dos exemplares e documentos relacionados será liberada pela Secretaria do Programa a cópia da Ata de Defesa e, simultaneamente, será instruído o processo para a emissão do Diploma

 

Banca Proposta/Instituição: Defesa de Dissertação será composta pelo professor orientador, que a presidirá, por 2 (dois) outros membros titulares, sendo pelo menos um deles não vinculado ao programa, e por dois suplentes. Defesa de Tese será composta pelo professor orientador, que a presidirá, por 4 (quatro) outros membros titulares, sendo pelo menos 01 (um) vinculado ao programa e pelo menos 02 (dois) não vinculados ao programa, sendo desses últimos, pelo menos 01 (um) externo a UFMS, e por 02 (dois) suplentes.

 
Do Aluno:
  • a) Aluno Regular:  

Ser aprovado no Processo Seletivo e classificado dentro do número de vagas especificado em Edital; 

Possuir diploma de graduação em uma das subáreas das Ciências Agrárias ou Biológicas, certidão de conclusão ou documento equivalente expedido por instituição cujo curso foi reconhecido pelo MEC, ou revalidado, ou expedido por instituição estrangeira devidamente autenticado pelo consulado brasileiro no país de origem;

**Para o Curso de Doutorado: ser diplomado em curso de mestrado stricto sensu reconhecido pelo MEC; ou  ter produção relevante na área de conhecimento, a juízo da Comissão de Seleção e de acordo com Resolução do Colegiado de Curso que trata da produção científica.

O aluno matriculado compromete-se a manter atualizados seus dados pessoais, meios de contato e seu endereço até o final dos estudos, na secretaria de curso;

 Após o término das disciplinas, o aluno regular deverá matricular-se semestralmente em “Elaboração de Dissertação” ou “Elaboração de Tese”, conforme o caso, permanecendo nesta condição até a defesa, respeitando os prazos estabelecidos, de acordo com as Normas para Pós-Graduação stricto sensu.

Será considerado desistente o aluno que deixar de renovar sua matrícula e não apresentar justificativa ao colegiado em até trinta dias após a matrícula;

 

Bolsa de Estudo: As bolsas de estudo (CAPES), quando houver, serão distribuídas aos alunos regulares com melhor desempenho em Processo Seletivo e/ou durante o curso, de acordo com as normas vigentes. **Agências de Fomento: (FUNDECT; CAPES; CAPES/REUNI; CNPq; FINEP)

 

 O desligamento de alunos : Obedecerá ao previsto nas Normas para Pós-Graduação stricto sensu, e também será desligado do curso o aluno que: Reprovar por duas vezes, em uma mesma disciplina ou em disciplinas diferentes; Não apresentar o Certificado de Suficiência em Inglês em até doze ou vinte e quatro meses após sua matrícula inicial, para acadêmicos do Curso de Mestrado ou Doutorado, respectivamente; Não efetuar a matrícula semestralmente.

 

  •  b) Aluno Especial : Não será selecionado em processo seletivo, juntamente com candidatos a alunos regulares; Será admitida matrícula de aluno especial em disciplinas isoladas, conforme a disponibilidade de vagas após o Processo Seletivo, limitadas a 2 (duas) por semestre, somente disciplina optativa; A porcentagem total de créditos das disciplinas que o aluno especial poderá cursar não deve ultrapassar o limite de 50% (cinquenta por cento) dos créditos para diplomação; A matrícula como aluno especial não cria qualquer vínculo com os cursos e Programas da UFMS; O aluno especial aprovado em disciplina terá direito a certificado de conclusão, emitido pelo Coordenador de curso.

 

 

Inscrição: Os interessados deverão realizar o cadastro neste portal: https://sistemas.ufms.br/sigpos/portal/candidatos/login

  • Preencher o Formulário de matrícula para alunos especiais, anexar cópia do RG, CPF, Diploma de graduação e Currículo Lattes; e entregar na secretaria do PPGCA.

 

Obs: verificar com a secretaria do PPGCA, a possível data para matricula.

 

 

  • c) Aluno Visitante: É o aluno que, sendo regular de um curso de pós-graduação stricto sensu da UFMS, matricula-se, com a anuência de seu orientador, em disciplina isolada de outro curso do mesmo nível. Deverá comparecer a secretaria do curso, no período de matrícula, munido de um atestado de matricula e um documento formal com anuência do orientador,

 

**

 
Requerimento:

Auxílio Estudante, Prorrogação ou redução do Prazo, convalidação de créditos, trancamento de matrícula

Alunos REGULARES, a critério do Colegiado de Curso TODO requerimento deverá ser assinado pelo orientador OU co-orientador.


  • Auxílio estudante:  Considerando  a  Portaria nº 64, de 24 de março de 2010 – PROAP a qual, destina-se a proporcionar melhores condições para a formação de recursos humanos, a produção e o aprofundamento do conhecimento nos cursos de pós-graduação stricto sensu, ministrados pelas Instituições de Ensino Superior Públicas – IES. Poderá o aluno regularmente matriculado no curso, ser contemplado com recursos destinados a cobrir despesas com: taxas de inscrição em eventos científicos no país, tais como (congressos, seminários e cursos), passagem, hospedagem, alimentação e locomoção urbana. A solicitação deverá ser encaminhada para secretaria. (Formulário - Auxílio estudante)


  • Prorrogação ou redução: Deverá ser realizado pelo orientador e encaminhada ao Colegiado de Curso no mínimo trinta dias antes do término dos prazos estabelecidos, desde que o aluno tenha sido aprovado no Exame de Qualificação.

 

  • Convalidação de créditos: A convalidação de créditos obtidos em programas de pós-graduação stricto sensu reconhecidos pela Capes, inclusive neste Programa, poderá ocorrer até o limite de doze créditos para o Mestrado, e vinte e quatro para o Doutorado, desde que o conceito final seja igual ou superior a “B” e cursados há, no máximo, três anos da data do requerimento.  O requerimento de convalidação de créditos, assim como do Exame de Suficiência em Língua Inglesa, deverá estar acompanhado do histórico escolar, contendo número de créditos, conceitos obtidos, programa e porcentagem de frequência por disciplina, explicitação do valor de cada crédito em horas, resultado e data do exame de suficiência em idioma estrangeiro.

 

  • Trancamento de Matrícula: É vedado o Trancamento Geral de Matrícula no curso durante seu primeiro semestre, assim como depois de transcorridos trinta meses, isto é, no caso de concessão de prorrogação de prazo de curso, casos em que o aluno bolsista terá o benefício automaticamente cancelado.
  • ** Considerando eventuais solicitações de trancamento e/ou prorrogação de prazo de curso, o aluno regular não poderá, em hipótese alguma, ultrapassar os trinta meses de integralização do curso, salvo por razões de saúde, devidamente comprovadas e submetidas ao Colegiado de Curso, para avaliação.
  • ** Poderá ser concedido trancamento de matrícula em até duas disciplinas, por solicitação do aluno e com anuência do orientador, desde que concluído o primeiro semestre letivo, tendo o aluno bolsista seu benefício cancelado.
  • ** Durante o Curso, poderá ser concedido trancamento de matrícula somente uma vez na mesma disciplina.