Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Recomendação do Curso
OFÍCIO Nº 056-022/2009/CTC/CAAIII/CGAA/DAV/CAPES, de 07/10/2009 - Conceito 4 (Triênio 2010-2012) 
Endereço
Faculdade de Engenharias, Arquitetura e Urbanismo e Geografia - Cidade Universitária s/n 
Cidade
CAMPO GRANDE 
Telefone
(67)3345-7392 
Email
pgta.faeng@ufms.br 
Site
www.posgraduacao.ufms.br 
Área
ENGENHARIA SANITÁRIA 
Local
Programa de Pós-Graduação em Tecnologias Ambientais 
>>Atenção Candidato<<
Clique no item "Arquivos para inscrição" no menu à esquerda para acessar os documentos importantes para o processo seletivo.
APRESENTAÇÃO

O Programa de Pós Graduação em Tecnologias Ambientais, PGTA, inicialmente foi credenciado pela CAPES/MEC, através da portaria 1741 de 8 de agosto de 2001 (DOU n. 152 de 9 de agosto de 2001), para oferecimento do Curso a nível de MESTRADO. Em 02 de outubro de 2009 o Conselho Técnico Científico do Ensino Superior da CAPES, recomendou para o PGTA o oferecimento do Curso a nível DOUTORADO. O PGTA visa atender às exigências técnico-científicas relacionadas ao saneamento ambiental, ao controle da poluição e preservação dos recursos hídricos. Os cursos de Mestrado e Doutorado são recomendados pela CAPES/MEC com nota 4.

 
HISTÓRICO DO PGTA

A demanda de conhecimentos pelo comportamento e previsibilidade dos chamados recursos ambientais, de importância capital para a sobrevivência do Planeta, é crescente. Em Mato Grosso do Sul vivemos uma situação ímpar de convivermos em uma região dotada de disponibilidade hídrica suficiente, com o elemento água com importância relevante nas cadeias de produção dos nossos melhores potenciais econômicos, com um grau de conhecimento do recurso a desejar. Vivemos num Estado que tem, em seus limites, parte da maior área inundável do planeta, o Pantanal Sul-mato-grossense, de dimensões superiores a de alguns Estados federados e de grande diversidade hidrológica, com problemas crescentes de meio ambiente a serem enfrentados por uma quantidade limitada de engenheiros e profissionais de atuação correlata.


A Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - UFMS tem ensejado esforços para o enfrentamento deste problema, com a proposição de cursos que criem maior massa crítica na área, com destaque os cursos de graduação em Engenharia Civil, Engenharia Ambiental e de Mestrado e Doutorado em áreas correlatas. A formação e caráter multidisciplinar e interdisciplinar têm caracterizado sua atuação. Novos talentos têm sido revelados, ampliou-se a publicação de artigos técnicos na área e a demanda por serviços que a Universidade poderia atender também é crescente.


Em particular, o Departamento de Hidráulica e Transportes ofereceu em 1996 o curso de Especialização em Engenharia Sanitária e Engenharia Ambiental. O curso foi dirigido preferencialmente a Engenheiros com atuação direta na Administração Pública Estadual. Esta experiência contribuiu para o incremento da massa crítica local na área ambiental e motivou a preparação do Programa de Pós-Graduação em Tecnologias Ambientais - PGTA, o que ocorreu em 1999, criado pela Resolução 019/97 do Conselho Universitário da UFMS. Em 2001 foi credenciado pela CAPES/MEC o curso de Mestrado em Tecnologias Ambientais (Portaria no 1741 de 8 de agosto de 2001 – DOU no 152 de 09/08/2001). Em outubro de 2009 o Conselho Técnico Científico do Ensino Superior – CTC–ES CAPES recomendou o Curso de Doutorado em Tecnologias Ambientais para o PGTA. O Curso de Doutorado, com cinco vagas, teve início em março de 2010.